Projeto Guerra e Paz

2010

A pedido do Governo Brasileiro, a Organização das Nações Unidas (ONU) confiou a custódia dos painéis Guerra e Paz ao Projeto Portinari até agosto de 2014. Entre 1952 e 1956, Candido Portinari concluiu seus dois últimos e mais imponentes murais, Guerra e Paz (aproximadamente 14m de altura por 10m de largura), encomendados pelo governo brasileiro como presente à sede da ONU em Nova Iorque.

Esses monumentais painéis foram instalados em um local nobre, de acesso restrito aos delegados das Nações, no hall de entrada da Assembleia Geral. Infelizmente, por razões de segurança, não são visíveis ao público, nem mesmo durante as visitas guiadas da ONU. Ansiando por expor Guerra e Paz ao grande público, o Projeto Portinari viu a oportunidade em 2007, quando foi anunciada uma extensa reforma no edifício sede da ONU, programada para ocorrer entre 2010 e 2014.

Fruto de mais de três anos de esforços e colaborações entre o Projeto Portinari, o Governo Federal, instituições internacionais e empresas estatais e privadas, o 'Projeto Guerra e Paz' foi finalmente realizado com o apoio financeiro do BNDES. Em dezembro de 2010, os painéis retornaram ao Brasil e foram celebrados com uma exposição no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, atraindo mais de 44 mil visitantes em apenas 12 dias.

Posteriormente, os painéis foram restaurados em um ateliê aberto no Palácio Gustavo Capanema, sede do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro, recebendo mais de seis mil visitantes em quatro meses. Em fevereiro de 2012, o Projeto Portinari realizou a exposição 'Guerra e Paz, de Portinari' no Memorial da América Latina, em São Paulo, exibindo não apenas os painéis restaurados, mas também quase uma centena dos estudos preparatórios de Portinari para Guerra e Paz, uma estreia mundial.

A exposição foi um fenômeno de sucesso, prorrogada até maio e reunindo quase 200 mil pessoas em 90 dias abertos ao público, tornando-se a primeira exposição blockbuster de um artista brasileiro. De outubro de 2012 a janeiro de 2013, a exposição 'Guerra e Paz, de Portinari [estudos]' foi apresentada em Fortaleza, no Centro Cultural Unifor, em parceria com a Fundação Edson Queiroz.

Em outubro de 2013, a exposição foi levada a Belo Horizonte, marcando a reinauguração do antigo Cine Theatro Brasil, fechado ao público por 14 anos. O Programa Educativo coordenou visitas guiadas para grupos escolares, atendendo mais de 11 mil crianças, jovens e adultos durante os 40 dias de exposição, que recebeu mais de 80 mil visitantes. O projeto contou com o apoio crucial de várias empresas e instituições, incluindo o BNDES, BFRE, O Boticário, Banco do Brasil, Correios, Queiroz Galvão Exploração e Produção, Redecard, ONU, Ministério da Cultura, Itamaraty, Funarte, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Rede Globo, InfoGlobo e Galeria Dom Quixote.

Veja mais eventos relacionados ao Projeto Guerra e Paz 

 
APOIO
PATROCÍNIO
REALIZAÇÂO